Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO




Combate ao Coronavírus

ACESSE AQUI
Proeja em Movimento: iniciativa engaja e aproxima alunos durante pandemia
Atualizado em 4 de fevereiro de 2021 às 18:54 horas | Publicado em 4 de fevereiro de 2021 às 12:55 horas

Estudantes mostram que não ficaram parados e aplicaram conhecimentos acadêmicos durante o período de suspensão de atividades por conta da pandemia

Compartilhe nas redes sociais:

Para amenizar a saudade, manter o engajamento dos alunos e divulgar o que eles têm feito e como têm aplicado os conhecimentos adquiridos no IF Baiano, a equipe pedagógica do Campus Santa Inês e a coordenação do curso Técnico em Agropecuária criaram um grupo de interação com os alunos do Proeja, que resultou no projeto “Proeja em Movimento”. A ideia surgiu, no início da pandemia, quando a técnica em assuntos educacionais, Merilande de Oliveira Soares Eloi, e a docente Patrícia Moura Neves perceberam  a necessidade de fortalecer os vínculos dos alunos e seu elo com a instituição, pois, principalmente os alunos internos, que residiam no campus, queixavam-se da falta que estavam sentindo uns dos outros.

Proeja é a modalidade de cursos técnicos voltados para jovens e adultos e, por ter em seu quadro de alunos pessoas idosas, que se enquadram em grupo de risco para a Covid-19, o distanciamento social se faz extremamente necessário na execução de atividades pedagógicas. Distantes fisicamente, mas próximos em interação virtual, os estudantes vêm partilhando com o grupo formado pela equipe pedagógica, professores, coordenação e os colegas o que têm feito durante a pandemia. As ações são divulgadas nas redes sociais do campus na série de posts intitulada “Proeja em Movimento” que mostra que os estudantes não ficaram parados ao se distanciarem das instalações da escola e aplicam o conhecimento teórico em práticas que podem inspirar outras pessoas.

Risco de evasão escolar

Segundo a coordenadora do curso Técnico em Agropecuária Proeja – Pedagogia da Alternância, Patrícia Moura Neves, no início da pandemia, havia uma preocupação muito grande com a possibilidade de evasão desses alunos. “Foi uma alegria e recompensa perceber que, durante a pandemia, eles estavam ativos na agricultura e mais fortes que antes, pois estão aplicando conhecimentos adquiridos no curso técnico em Agropecuária e esses momentos têm fortalecido eles e suas famílias”, explica a coordenadora, que cita como exemplo o caso de uma aluna que pôde estar mais presente na vida dos cinco filhos, ensinando-os a trabalhar com a terra.

Aplicação de conhecimentos

O estudante Ivanildo Muniz Santos compartilhou que o curso tem oportunizado possibilidades de melhoria nas formas de produzir, o que, consequentemente, implica também na oferta de um produto mais saudável para a comunidade. “Nas aulas de Zootecnia tento arrancar o máximo possível de conhecimento para botar em prática. Fiz um sistema novo de criação, um galinheiro com divisória: machos para engorda e abate e fêmea para postura. Eu fazia a criação ‘tudo junto’, largava solto, dava só milho sem saber quanto comia, quanto tirava. Era simplesmente criar por criar. E, agora, já comecei a calcular o quanto eles estão comendo, o quanto depois, ao final, eu tenho que vender para tirar um lucro, tudo isso” comentou o estudante.

Já o estudante Manoel Miguel de Souza Neto relatou algumas das atividades agrícolas desenvolvidas nesse período em sua comunidade, como a evolução da sua plantação de milho, afirmando que está colocando em prática o aprendizado em sala de aula. “Graças a Deus a gente conseguiu um clima bom, semente boa”, contou, satisfeito, sobre o resultado de seu trabalho.

Trabalhos manuais e culinária também fazem parte das atividades desenvolvidas pelos estudantes nesse período de pandemia. É o caso da estudante Giselia Jesus dos Santos que está alternando suas atividades agrícolas com outros trabalhos manuais. “Eu estou aproveitando a quarentena pra retomar a minha produção de doces, começando com as bolinhas de jenipapo que eu já fazia antes e agora voltei a fazer novamente e, para entregar, eu estou contando com o bom-senso dos meus clientes e avisando que eu só posso fazer a entrega, quando eu for na cidade”, explica. Ela aproveitou ainda para reformar seus banquinhos, aperfeiçoando suas habilidades artesanais.

Alunos permanecem ativos durante a pandemia

Atualmente, com o ensino remoto implantado e os alunos da modalidade Proeja ativos e participativos, a coordenadora do curso avalia que a ação teve impacto na evasão escolar e na autoestima dos alunos. “Eles perceberam que o que eles fizeram nesse período tem valor, tem importância”, explica.

Confira as tags desta publicação:

Endereço: Rua do Rouxinol, nº 115 – Bairro: Imbuí | Salvador - BA CEP: 41720-052 | CNPJ: 10.724.903/0001-79 | Telefone: (71) 3186-0001
E-mail: gabinete@ifbaiano.edu.br