Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO




Combate ao Coronavírus

ACESSE AQUI
IF Baiano terá vasta programação de eventos no mês da Consciência Negra
Atualizado em 16 de novembro de 2020 às 9:29 horas | Publicado em 5 de novembro de 2020 às 18:09 horas

Confira a programação dos campi para o Novembro Negro

Compartilhe nas redes sociais:

O mês de novembro no IF Baiano terá vasta programação de eventos em celebração ao Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro. A data foi oficialmente instituída em 2011 pela Lei nº 12.519/11.

Segundo a coordenadora geral dos Núcleos de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (NEABIs) do IF Baiano, Nelma Barbosa, o 20 de novembro é uma data muito importante para o povo brasileiro, porque reverencia a memória de um grande herói nacional: Zumbi dos Palmares.

“Foi Zumbi quem liderou uma das maiores experiências de liberdade e resistência das Américas, o Quilombo dos Palmares, que se constituiu em uma alternativa ao sistema escravista, no século XVI. Palmares inspira todo ato de resistência da população que descende de escravizados africanos até os dias atuais. Por isso, essa data celebra e rememora a força de quem veio antes de nós todos, de todos os ‘Zumbis dos Palmares’ dos rincões do país”, afirma Nelma.

Segundo a coordenadora, ações antirracistas capitaneadas pelo Neabi acontecem durante o ano inteiro, pois é preciso lutar todos os dias contra todas as formas de racismo, explica. Em novembro, porém, as ações se destacam mais por conta do Dia da Consciência Negra. “É uma data especialmente reservada à luta. No 20 de novembro, todos são chamados a afirmar a herança africana e repensar seu pertencimento étnico-racial ou identidade. Em novembro, o chamado para a luta antirracista parece ecoar mais alto”, afirma Nelma.

Confira a programação para o mês (que poderá sofrer atualizações, pois ainda há eventos a serem confirmados):

Alagoinhas

O Campus Alagoinhas promoverá no dia 19 de novembro, às 19h, o Uma reflexão sobre a África. Os palestrantes africanos de Benim, Corynne Adanha, e de Moçambique, Adilson Muthambe, discutirão a diversidade cultural e histórica da África.

O objetivo do evento é desconstruir uma visão homogeneizadora do continente africano, assim contribuído para melhor compreensão de uma das regiões que contribuíram de forma significativa na constituição da população brasileira.

Bom Jesus da Lapa e Serrinha


O Grupo de Pesquisa Laboratório de Políticas Públicas, Ruralidades e Desenvolvimento Territorial (LaPPRuDes), com apoio dos campi Bom Jesus da Lapa e Serrinha do IF Baiano, do Instituto Anísio Teixeira (IAT) e em parceria com os grupos de pesquisa Xerófilas, JuRus e EcoCampo, realiza o Congresso “Diálogos antirracistas e insurgências: ruralidades em perspectiva”. O evento é totalmente online e gratuito, transmitido no canal do LaPPRuDes, no Youtube.
As primeiras duas conferências já foram realizadas em 30 de outubro sobre “Territórios de Resistência, Sustentabilidade e Racismo Ambiental” e 06 de novembro com o tema “Direitos, Luta Social e Emancipação: os sujeitos coletivos em marcha”. A próxima atividade será no dia 20 de novembro, às 14h30, com o tema “A consciência de si e as identidades: histórias de vida e (re)existência. O evento encerra no dia 27 do mesmo mês com a conferência “Terra: pertencer, produzir e viver”. Mais informações no site do evento.

Guanambi

A III Semana da Consciência Negra do Campus Guanambi terá como tema a “Construção da Identidade Negra: racismo e antirracismo”. O evento, gratuito e online, acontecerá nos dias 19 e 20 de novembro, às 14h, e recebe inscrições até o dia 17 do mesmo mês.

No primeiro dia, as palestras tratarão sobre monumentos escravistas e temas como: construção de identidade; construção de identidade nacional e o lugar do negro; o que habita você: racismo ou antirracismo?; e racismo e antirracismo na sociedade brasileira. Já o segundo dia de evento discutirá ações afirmativas nas instituições de ensino superior; o ato de tornar-se negro e a responsabilidade da branquitude nesse processo; racismo e suas reproduções no cotidiano brasileiro; representatividade negra e o impacto nas relações de consumo. Veja aqui detalhes da programação.

Para mais informações, consulte o site do evento.

Governador Mangabeira

O Campus Governador Mangabeira realiza no mês de novembro o Afrocentricidades em Rede. O evento está com chamada aberta para submissão de trabalhos, nas categorias Vídeo Curto, Card Formativo e Fotografia Ancestral, até 6 de novembro. Os interessados devem enviar os trabalhos para o e-mail neabgmb@gmail.com. Confira a chamada aqui.

Segundo o coordenador do evento, o docente Roberto Carlos dos Santos, o evento foi pensado na perspectiva de uma comunicação em tempos de “remotização”, focando na “produção de conteúdo pelos alunos em linguagem rápida e imprevisível para as redes sociais”. Mais informações sobre o evento serão divulgadas em breve.

Itaberaba

O Campus Itaberaba realizará em todas as quintas-feiras de novembro (05, 12, 19 e 26) o I Seminário de Educação no Combate ao Racismo, às 9h. O evento terá como tema “O Neabi e as ações afirmativas no campo educacional brasileiro” e será transmitido no canal do campus no Youtube. O seminário é online gratuito. A mesa de abertura tratará da importância política e epistêmica dos Neabi’s no combate ao racismo estrutural.

Veja a programação completa do evento aqui.

Itapetinga

O Campus Itapetinga está desde o mês de outubro promovendo atividades para a Consciência Negra. Este ano, o tema central da programação é o afrofuturismo, expressão cunhada na década de 1990 pelo crítico cultural Mark Dery para caracterizar ficções especulativas que abordavam futuros possíveis para as populações negras.

Segundo o docente e coordenador do evento, Chitamani Santana Alves, o afrofuturismo tem ganhado cada vez mais alcance. Seu ponto de partida é a constatação de que a população negra em diáspora sofreu o apagamento de suas raízes, dificultando as possibilidades de vislumbrar futuros. “Como consequência desse processo, um duplo trauma: a escravidão, no passado, e a violência, no presente”, explica o docente.

Para Chitamani, a abordagem afrofuturista, que une, no cinema, a discussão racial ao universo da ficção científica pode oferecer aos estudantes um olhar sobre as condições de vida da população negra que coloque no horizonte formas de intervenções para construírem futuros que os distancie da existência do racismo. O evento já promoveu discussão sobre branqueamento e branquitude, oficina de maquiagem para a pele preta e oficina de fotografia. Nesta terça-feira (3), houve discussão do filme “Branco Sai, Preto Fica” com Rodrigo Brito e, no dia 17 de novembro, a docente Izanete Souza discutirá o filme “Pantera Negra”. As lives estão sendo exibidas no canal do Neabi Itapetinga.

Santa Inês

O Campus Santa Inês promoverá lives com psicólogos e educadores nos dias 16 e 26 de novembro, às 19h, na plataforma Meet. O tema das lives é “A população negra e a educação na pandemia e no pós-pandemia”. Segundo o coordenador do Neabi do campus, o docente Ivo Ferreira, esse tema foi escolhido porque um dos instrumentos mais fortes que pode mudar a situação de desvantagem que vive a população negra, em consequência dos mais de 300 anos de escravidão, é o processo educacional.

“Em 2019, os dados por cor e raça do IBGE mostraram que 47% das pessoas pretas e pardas estavam em ocupação informal e 44,5% de pretos e pardos viviam em locais sem saneamento básico, sem rede de esgoto e fornecimento de água. Então, como lidar com uma pandemia, se essa estrutura é essencial para combater o vírus? Esse mesmo IBGE apurou que 77% de pretos e pardos usam o SUS, que vem sendo sucateado”, explica o docente. Com esses dados, ele demonstra o quão desfavorável é o contexto da população na negra na luta contra o novo coronavírus e sugere que é importante discutir os impactos da pandemia e olhar para educação e para saúde mental dos estudantes negros do IF Baiano.

A primeira live contará com a contribuição do psicólogo Valter Damatta e a coordenadora pedagógica do Instituto Steve Biko, Tarry Cristina. O link de transmissão do evento será divulgado em breve.

Senhor do Bonfim

O evento Conexões, Raça e Gênero do Campus Senhor do Bonfim acontecerá nos dias 20 de novembro, às 15h, e 27 de novembro, às 19h30. Serão duas rodas de conversa, a primeira sobre mulheres negras e produção do conhecimento e a segunda sobre raça, gênero, sexualidade e trabalho. As inscrições estão abertas e são realizadas através deste formulário.

O evento é realizado pelo Neabi em parceria com o Geni (Núcleo de Estudos em Gênero e Sexualidade) e tem como objetivo identificar o papel da mulher na produção do conhecimento na temática étnico-racial no Território de Identidade Norte do Itapicuru e território baiano. O link de transmissão do evento será divulgado nos próximos dias.

Serrinha

O Contextos de Pret@s: diálogos sobre a saúde da população negra, visibilidade quilombola será realizado pelo Campus Serrinha no dia 25 de novembro. O evento é online e gratuito e tem como objetivo cumprir com as pautas das atividades desenvolvidas pelo Neabi, que se consolida no campus Serrinha com as ações do Novembro Negro. O evento contará com a participação das palestrantes Grazielle Barbosa, comunicóloga, e  Helen Nascimento, assistente social.

Acesse o link de transmissão aqui.

Teixeira de Freitas

O III Arvorecer Negro do Campus Teixeira de Freitas acontecerá de 11 a 13 de novembro e traz como tema “ Lugar de negro é na Educação, Ciência e Tecnologia: Trajetórias negras na construção dos saberes”. O objetivo é discutir as relações entre os discentes e o saber acadêmico e como o racismo e a exclusão operam para desmotivá-los a acessar a universidade e o terreno da ciência.

Segundo a coordenadora do Neabi do campus, Isis Vanessa Halim, o evento está em sua terceira edição e vem se consolidando como uma das atividades âncora do Campus Teixeira de Freitas, gerando reconhecimento acadêmico, social e cultural na região do extremo sul da Bahia. Ela explica que através das discussões e das trajetórias de saberes, visamos compreender essas relações para que possamos, pouco a pouco, desconstruir essa lógica perversa e contribuir para a formação de uma juventude antirracista. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no site do evento.

Uruçuca

O Novembro Negro em Uruçuca terá atividades de 23 a 27 de novembro. Serão palestras, mesas-redondas, rodas de conversa e finalizará com o VII Sarau de Preto. O Sarau de Preto é um projeto de extensão que realizava atividades artísticas e culturais trimestralmente no campus e teve sua programação interrompida por conta da pandemia. Agora, está sendo retomado na semana da Consciência Negra de forma online. O tema geral do evento é “Um levante contra o racismo”.

Segundo o coordenador da atividade, o docente Carlos Alberto Noronha, o objetivo do Novembro Negro em Uruçuca é difundir as culturas e os saberes dos povos afro-brasileiros e indígenas, bem como discutir e criar estratégias de combate ao racismo. As inscrições iniciam em 16 de novembro e serão realizadas no site do evento.

Valença
A VI edição do Seminário (Re)Pensando Questões Afro-Brasileiras: diálogos sobre Cultura, Memória e Identidade do Campus Valença acontecerá entre os dias 16 e 20 de novembro. O evento é online e gratuito, transmitido no Youtube do Reafro Conecta e no Instagram do Neabi IF Baiano Campus Valença. A programação conta com palestras, debates, exposição de cards sobre personalidades negras e discussão de filme.

Segundo a coordenadora do evento, Scyla Pimenta, o seminário tem como finalidade dar continuidade aos estudos e diálogos do Núcleo desde sua implantação no campus, ampliando a reflexão para as áreas de Linguagens e Humanas das turmas do integrado e subsequente. “Esse é um evento interdisciplinar e um amplo espaço de reflexões, debates e construção de saberes sobre cultura, religiosidade e identidade afro-brasileira”, explica.

Scyla conta que, nas edições anteriores, as atividades realizadas em tenda montada no campus atraíam discentes e servidores que não participavam das reuniões do Neabi cotidianamente e que, com a realização virtual este ano, será possível ampliar o debate para outros públicos, aumentando o diálogo com a comunidade do Baixo Sul. Além disso, o formato virtual possibilitará a realização de uma mesa com egressos do Neabi que hoje não residem mais em Valença.

Acesse o site do Neabi IF Baiano e conheça melhor o trabalho dos Núcleos.

Confira as tags desta publicação:

Endereço: Rua do Rouxinol, nº 115 – Bairro: Imbuí | Salvador - BA CEP: 41720-052 | CNPJ: 10.724.903/0001-79 | Telefone: (71) 3186-0001
E-mail: gabinete@ifbaiano.edu.br