Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO




Combate ao Coronavírus

ACESSE AQUI
Projetos do IF Baiano são aprovados em edital do Conif para enfrentamento da Covid-19
Atualizado em 15 de maio de 2020 às 15:35 horas | Publicado em 15 de maio de 2020 às 14:36 horas
Compartilhe nas redes sociais:
Share

O Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) divulgou hoje, 15, o resultado do Edital Conif n°01/2020 que selecionou projetos de Pesquisa e/ou Extensão, encaminhados por toda a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, voltados ao enfrentamento da pandemia ocasionada pelo novo Coronavírus (SARS-CoV-2). 

Os três projetos encaminhados pelo IF Baiano foram contemplados e receberão apoio financeiro do Conif para execução das atividades. As propostas foram escolhidas e enviadas pelo Comitê Institucional de Iniciação Científica e Tecnológica na Pesquisa do IF Baiano, a partir do trabalho de equipes formadas em conjunto com os proponentes. Para a vice-presidente do Comitê, Luciana Mazzutti, a aprovação dos projetos reafirma o papel do IF Baiano como instituição que desenvolve soluções frente às demandas da sociedade. “Apresenta a potencialidade do Instituto em diferentes áreas da ciência”, frisou. 

Conheça os projetos contemplados:

Investigação epidemiológica e padronização de método alternativo para detecção do SARS-CoV-2

Proposto por docentes e técnicos do Campus Itapetinga, o projeto tem dois intuitos principais: desenvolver um estudo pioneiro sobre a soroepidemiologia de SARS-CoV-2 no município do médio sudoeste e adaptar um método alternativo para a detecção da Covid-19, de menor custo e tão eficiente quanto o método padrão recomendado hoje pela Anvisa (o PCR em Tempo Real). O Laboratório de Virologia da Universidade Federal da Bahia (ICS-UFBA) é parceiro da iniciativa.  

Com o estudo de investigação epidemiológica, a equipe espera obter o perfil soroepidemiológico da Covid-19 na população e contribuir com a prevenção e redução dos impactos negativos da doença. “Bem como auxiliar na criação de políticas públicas sanitárias adequadas para o controle da pandemia e criação de estratégias futuras para orientação da população”, explica a pesquisadora e integrante do projeto, Camila Brandão.

O segundo objetivo do projeto é de realizar a padronização de um protocolo molecular para detecção do SARS-CoV-2, alternativo ao método PCR em Tempo Real (a técnica padrão utilizada atualmente pelos laboratórios e recomendada pela Anvisa). “PCR é uma técnica sensível e específica para detecção de material genético (seja num teste de paternidade, numa cena de crime ou de seres vivos e vírus)”, esclarece a pesquisadora. 

“Uma vez montada a equipe, em discussão com a professora Érika [coordenadora do projeto], unimos o estudo da situação soroepidemiológica da Covid-19 no município de Itapetinga com a padronização de uma técnica de PCR mais simples, mais barata, porém tão rápida e sensível quanto o método padrão adotado para a detecção do novo coronavírus. Ao final, tivemos a alegria de ter um projeto inovador e com muita perspectiva de contribuir com a sociedade”, conclui. 

Desenvolvimento de câmaras de higienização para mãos

Com a utilização de Arduino, uma plataforma de prototipagem eletrônica de baixo custo (semelhante à placa-mãe de um computador), pesquisadores do Campus Catu do IF Baiano pretendem desenvolver câmaras automatizadas de higienização para mãos. A ideia do projeto selecionado é construir de 50 a 70 câmaras para auxiliar profissionais de saúde e a comunidade estudantil no combate à Covid-19 nos municípios onde estão localizados os 14 campi do IF Baiano. 

“A ideia surgiu a partir do grande número de casos de contaminação dos profissionais da saúde pela Covid-19, devido a falta de equipamentos de proteção e higienização nos centros médicos. E uma das maneiras de auxiliar neste processo de higienização era através de um dispositivo em que não fosse necessário pôr as mãos em contato direto com a estrutura higienizadora”, conta o pesquisador e coordenador do projeto, Saulo Capim. Assim, a proposta é de construir as câmaras com sensor de movimento. 

A equipe do projeto, formada por docentes, técnicos e estudantes de graduação do campus, já está sendo treinada por meio de vídeo aulas sobre a montagem dos sistemas automatizados e aguarda a liberação dos recursos para montar os primeiros protótipos.  

Interconexão de intérpretes de libras com profissionais da saúde 

O projeto “LibrasInterConect: Interconexão dos profissionais intérpretes de Libras com os profissionais da saúde no atendimento às Pessoas Surdas e no combate ao novo Coronavírus” tem o intuito de criar uma plataforma unificada de informações que facilite a comunicação entre o usuários surdos e profissionais da saúde. 

A equipe do projeto pretende desenvolver um site e aplicativo que irá possibilitar uma melhoria dos serviços de informação, comunicação, acesso, acolhimento, assistência e gestão do SUS às pessoas surdas, informando e conectando esses usuários ao profissional da saúde, por meio da disponibilização de intérpretes de Libras que irão auxiliar no rompimento da barreira comunicacional, promovendo o atendimento médico ao usuário surdo. 

Confira as tags desta publicação:

Endereço: Rua do Rouxinol, nº 115 – Bairro: Imbuí | Salvador - BA CEP: 41720-052 | CNPJ: 10.724.903/0001-79 | Telefone: (71) 3186-0001
E-mail: gabinete@ifbaiano.edu.br