Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO




Combate ao Coronavírus

ACESSE AQUI
Retrospectiva 2019: cinco vezes em que o IF Baiano foi destaque em pesquisa
Atualizado em 27 de dezembro de 2019 às 21:03 horas | Publicado em 27 de dezembro de 2019 às 16:18 horas
Compartilhe nas redes sociais:
Share

Referência em diversas áreas de pesquisa, especialmente nos temas de agricultura, agroecologia e agropecuária na Bahia, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IF Baiano) concluiu o ano de 2019 com importantes participações em eventos nacionais e internacionais, premiações de pesquisadores e importantes contribuições para a sociedade.

Foi difícil escolher entre tantos exemplos de ações, ideias e pessoas que estão em busca de fazer a diferença no mundo, mas separamos cinco momentos do ano que ilustram a atuação do IF Baiano quando o assunto foi pesquisa e inovação.

1. Estudantes do IF Baiano na maior feira internacional de ciências e engenharia

Ficou marcado não só na memória dos estudantes do Campus Valença, Saulo Marcos, Evandro Moreno e Hillary Nunes, mas também na história do IF Baiano, a participação dos jovens cientistas na Intel ISEF (Feira Internacional e Ciências e Engenharia, em tradução livre), realizada entre os dias 12 e 17 de maio, na cidade de Phoenix, nos Estados Unidos.

Orientados pelos professores Leandro Teixiera e Gustavo Sabry, os alunos foram à terra do tio Sam apresentar o projeto ACAPELA. Trata-se de um óculos criado para facilitar a comunicação de pessoas com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), que funciona, literalmente, num piscar de olhos. O trabalho foi o único da Bahia compondo a delegação brasileira, em um total de 21 projetos nacionais e 1.425 internacionais, no maior evento pré-universitário de ciências e engenharia do mundo.

2. Pesquisa desenvolvida no Campus Guanambi sobre a cultura do maracujá na Reunião Anual da SBPC

Depois de ser premiada em Itapetinga, em 2018, no V Seminário de Iniciação Científica e Inovação Tecnológica, a estudante do Campus Guanambi, Zilda Lima, apresentou seu trabalho voltado à cultura do maracujá na 71ª Reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), entre os dias 21 e 27 de julho de 2019, em Campo Grande, Mato Grosso.

O trabalho, que fala sobre o “Desempenho de maracujazeiro propagado por estaquia e por enxertia em área infestada por fusariose”, foi apresentado em um dos stands do evento que este ano recebeu cerca de 30 mil pessoas, uma das maiores participações populares já registradas. Após a apresentação, a aluna também foi premiada na VI Mostra de Iniciação Científica (MIC), em Senhor do Bonfim, em outubro.

3. MIC premia pesquisas do IF Baiano em Senhor do Bonfim

A VI Mostra de Iniciação Científica (MIC) e o II Seminário de Extensão, Inovação e Cultura (SEIC), realizados este ano no Campus do IF Baiano Senhor do Bonfim, reuniu 188 projetos de diferentes áreas do saber, incluindo agroecologia, agricultura e agropecuária.

Todos os trabalhos se destacaram pelas suas contribuições no processo de desenvolvimento de estudos em benefício à sociedade sendo 23 deles premiados após avaliação das comissões técnica interna e externa do instituto.

4. Pesquisadores do IF Baiano apresentam ao mundo tratamento para diabetes vindo do mangostão

No mês de setembro, foi a vez de pesquisa desenvolvida no Campus Catu ser apresentada nos Emirados Árabes e premiada na categoria de Ciências da Saúde. O estudante Iago Lage, um dos desenvolvedores da pesquisa, apresentou o trabalho “Processamento da farinha da casca do Mangostão e sua utilização na alimentação de pessoas com Diabetes tipo 1 e 2”, junto a outras 500 pesquisas de 50 países diferentes. Apenas, 14 brasileiros foram selecionados para o mega evento.

A pesquisa, orientada por docentes do Campus Catu, propõe a substituição da farinha de trigo pela farinha de mangostão na produção de alimentos para diabéticos, gerando produtos mais ricos em fibras e com baixo teor de açúcar e carboidratos que irão impactar nas vidas da grande parcela da sociedade que sofre com a doença. O projeto do estudante, além de ganhar premiação na categoria, recebeu convite para participação em um outro evento na Costa Rica em 2020.

5. Projetos de desenvolvimento agrícola criados no IF Baiano na 32ª Fenagro

Já chegando próximo ao fim do ano, entre os dias 23 de novembro e 1º de dezembro, no Parque de Exposições, em Salvador, alunos dos Campi Guanambi e Uruçuca apresentaram projetos de incentivo à agricultura familiar e ao rendimento agrícola em larga escala na 32ª Feira Internacional da Agropecuária (Fenagro).

Os estudantes do Campus Guanambi levaram à feira inovações voltadas ao manejo e cuidado do solo e irrigação, dentre elas, um medidor de permeabilidade intrínseca da área de plantação e um controlador de vazão no procedimento de aguagem da produção agrícola. Já os discentes do Campus Uruçuca apresentaram dispositivos de irrigação e ferramentas de poda e colheita voltados principalmente à produção do cacau, um dos principais produtos cultivados na região sul do estado.

Confira as tags desta publicação:

Endereço: Rua do Rouxinol, nº 115 – Bairro: Imbuí | Salvador - BA CEP: 41720-052 | CNPJ: 10.724.903/0001-79 | Telefone: (71) 3186-0001
E-mail: gabinete@ifbaiano.edu.br