IF Baiano
PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO




Informe – Dados da PROPES
Última atualização: 30/11/2017 - 9:51 horas | Data de publicação: 30/11/2017 - 9:41 horas

Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação divulga dados da pesquisa no IF Baiano de 2011 a 2016.

Levantamento de dados da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação entre os anos de 2011 e 2016 demonstra aumento significativo nos números da pesquisa realizada no IF Baiano.

O número de projetos de pesquisa (incluindo as de ensino médio, graduação e pós-graduação) cresceu consideravelmente, sendo o Campus Santa Inês aquele que apresentou o maior número de projetos de pesquisa no ano de 2016, com 105 projetos.

Em 2011, eram 126 os bolsistas de Iniciação Científica do IF Baiano, enquanto, no ano de 2016, esse número subiu para 200. Guanambi é o Campus com o maior número de bolsistas nessa modalidade de pesquisa.

número de IC

O Campus Catu destaca-se no número de patentes depositadas, com um total de 3 em 2015 e 4 em 2016.

No que se refere à pós-graduação, Guanambi é o único Campus que possui pós-graduação strictu sensu, oferecendo 13 vagas à comunidade. Com relação às pós-graduações lato sensu, o IF Baiano encerrou o ano de 2018 com 18 cursos, sendo o Campus de Governador Mangabeira aquele com a maior quantidade de pós-graduações, totalizando quatro. Em 2016, Guanambi era o único Campus com quatro estudantes bolsistas de pós-graduação.

pós-grad

Governador Mangabeira e Serrinha são os Campi que mais vagas de pós-graduação lato sensu disponibilizaram no ano passado, tendo, respectivamente, 140 e 80 vagas ofertadas. Se, em 2014, o IF Baiano possuía 80 vagas de pós-graduação, a instituição encerrou o ano de 2016 com um total de 400 vagas distribuídas por seis campi no interior da Bahia.

Entre 2014 e 2016, os Campi de Catu, Guanambi, Senhor do Bonfim, Serrinha, Valença e Uruçuca submeteram um total de 5 APCN.

apcn (2)

Quanto aos docentes bolsistas em produtividade, o número subiu de zero, em 2015, para 20, em 2016. Guanambi e Uruçuca são os Campi que mais apresentam professores com esse perfil.

O orçamento liberado pelo IF Baiano para a Pró-Reitoria de Pesquisa, em 2016, foi de 400 mil reais. Houve, portanto, queda, considerando que o orçamento, no ano anterior, foi de 493.450 reais.

Print Friendly