Sul da Bahia: uma das contribuições do IF Baiano à cultura do cacau

2018 inicia com boas novas para os produtores de cacau. Nesta semana, o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) concedeu o registro de indicação de procedência pelo produto amêndoa de cacau, realizado pela Associação dos Produtores de Ccabrucaacau do Sul da Bahia, por intermédio de um projeto apoiado pela FAPESB coordenado pelos professores pesquisadores do Instituto Federal Baiano (IF Baiano) – Campus Uruçuca, Durval Libânio, Biano Neto e Adriana Reis (pesquisadora do Instituto Cabruca).

Esse resultado positivo é fruto de um trabalho realizado por várias instituições (inclusive de pesquisa) relacionadas à cultura do cacau distribuídas por 83 municípios da região durante um período de dez anos. Para contar como foi a recepção desse acontecimento, o trabalho desenvolvido pelo IF Baiano na região e a expectativa quanto ao amanhã, Libânio concede entrevista ao Blog Bem Baiano.

Leia Mais

A construção da cidadania pelo esporte

IMG_7973

 

É um projeto de extensão que como tal envolve os públicos interno e externo ao campus e objetiva potencializar práticas saudáveis, através de vivências de aula de Taekwondo, para a melhoria e a manutenção da saúde bem como favorecer o empoderamento dos participantes envolvidos para a construção da cidadania”, explica o professor Emilson Silva sobre a proposta do projeto.

Com o título “Proposições e perspectivas das lutas como elemento fomentador da construção da cidadania e de práticas saudáveis em escolares da rede pública de ensino do município de Itapetinga/BA*”, o projeto atende, por meio de 30 vagas, comunidades interna e externa, preferencialmente, os estudantes do ensino fundamental II e ensino médio da rede pública de ensino. “A modalidade Taekwondo, luta coreana, busca aperfeiçoar os atributos de cidadania e melhor condicionamento físico por parte dos praticantes”, relata Silva.

Leia Mais

Conceito 4: IF Baiano é bem avaliado por equipe externa

conceito4-blog-bem-baiano

Por que o IF Baiano é um bom lugar para estudar? Elismar Oliveira, estudante do 10º semestre da graduação em engenharia agronômica, elogia o Instituto Federal Baiano em vários aspectos: quadro de profissionais qualificados, integração dos conteúdos de forma prática e didática, incentivo aos alunos para desenvolverem pesquisa e extensão através de concessão de bolsas e orientação dos docentes para uma formação do estudante mais habilitada aos anseios da comunidade externa.

Leia Mais

Licuri: a Caatinga retratada em palavras e imagens

Um livro técnico. Um manual com ciência e muitas histórias contadas. O produto caracterizador do bioma caatinga. O licuri retratado em imagens e palavras. Pesquisadores publicam o “Manual do Licuri” e trazem as relações entre a planta, seus usos, o povo, o cultivo, a conservação, a produção, o acesso, a educação do campo, as festas e as cantorias.

Assim, eles dizem: “A todos, nosso grito de guerra que tem nos impelido: ‘Nós é Nós, Licuri é Coco’, afinal somos também sertanejos e ‘o sertanejo é, antes de tudo, um forte’”. Os autores Aurélio José, Márcio Harrison e Josenaide Alves encerram a apresentação do texto acima na orelha do livro com uma fotografia deles, logo acima, ilustrando sorrisos sob a sombra do licurizeiro nas caatingas de Capim Grosso – BA.

Leia Mais

Docente e estudantes comentam sobre resultado no Enem 2015

Como foi seu desempenho no Enem 2015? Juvenal Silva, estudante do 2º semestre do curso técnico em agroecologia, forma integrada, no Instituto Federal Baiano (IF Baiano) – Campus Valença, respondeu ao Blog Bem Baiano que teve um bom desempenho em Ciências Humanas, Ciências Exatas, Linguagens e Redação e regular apenas em Matemática.

Para encarar a prova, conhecida pelo alto nível de exigência, Juvenal precisou organizar seu escasso tempo com “técnicas de estudos básicas” devido “à carga horaria exercida pelo colégio no qual estudo”, afirmou. Mas, o fato de estudar no IF Baiano, auxiliou-o na boa pontuação, em especial pelo “empenho da maior parte dos professores para ajudar os estudantes a se prepararem para a prova”, destacou. “Houve aulas preparatórias de diversas matérias para o Enem deste ano e alguns simulados e até mesmo provas avaliativas na modalidade Enem”, complementou o estudante.

Leia Mais