Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO




Ingresso de Estudantes 2020

CLIQUE AQUI
Desafios da viticultura são discutidos no Campus Bom Jesus da Lapa
Atualizado em 9 de agosto de 2019 às 7:31 horas, por Cristina Mascarenhas
Publicado em 7 de agosto de 2019 às 13:08 horas, por rhamayanabarreto
Compartilhe nas redes sociais:
Share

Atividade realizada no Campus Bom Jesus da Lapa levou alunos, servidores e produtores rurais a experimentação em campo, mesa redonda e debate sobre desafios da viticultura no semiárido. A programação foi realizada no último sábado, 3, em evento chamado “Dia de Campo”, e buscou socializar com a comunidade os resultados do projeto de pesquisa Produção de Viticultura na Espaldeira no Semiárido Baiano.

Segundo o coordenador do projeto e pró-reitor de Ensino, Ariomar Rodrigues dos Santos, o campus do IF Baiano em Bom Jesus da Lapa vem buscando identificar potenciais cultivares na região com vistas à diversificação agrícola e econômica locais. “Anos atrás, dentro do projeto Formoso (projeto de agricultura irrigada promovido pelo governo federal), já existiram alguns parreirais, utilizados comercialmente, mas com o crescimento assustador da cultura da banana naquela área, diminuíram-se as outras fruteiras e, atualmente, através de projetos do IF e da Embrapa, tem-se diversificado a região com o cultivo de limão, laranja, tangerina poncã e mamão”, contextualiza.

Portanto, segundo ele, com os trabalhos desenvolvidos no campus a produção de uva na região tende a crescer.

Em regiões com bom acesso à água, o semiárido oferece condições naturais e climáticas favoráveis ao desenvolvimento da viticultura e a região de Petrolina e Juazeiro é exemplo disso. Com uma área de 12 mil hectares de lotes irrigados, o Perímetro Irrigado Formoso, em Bom Jesus da Lapa, tem potencial para a viticultura, permitindo fazer até duas colheitas e meia da uva por ano. Essa viabilidade de mercado foi apresentada aos produtores,
que já saíram do evento estimulados a investir em parreirais.

Para o pró-reitor, o papel das pesquisas desenvolvidas no Instituto é justamente o de apresentar para a comunidade potenciais investimentos que tragam crescimento econômico e desenvolvimento para a região. “O estímulo à diversificação produtiva que o Campus tem realizado é muito importante, pois há indicadores que mostram o dano econômico que a monocultura traz em períodos de baixa, quando não há outras alternativas de renda dentro da propriedade”.

A mesa redonda sobre os desafios da viticultura no semiárido baiano contou com a participação do engenheiro agrônomo, Edmar Nobuya Yuhara, que apresentou aspectos técnicos e fitossanitários da viticultura; do técnico agropecuário, Sérgio Brandão Novi, que discutiu as perspectivas da viticultura no Projeto Formoso e da aluna do IF Baiano e bolsista do projeto, Bianca Nunes Novi, que compartilhou os conhecimentos produzidos em sua pesquisa e discutiu os desafios a serem superados.

Confira as tags desta publicação:

Endereço: Rua do Rouxinol, nº 115 – Bairro: Imbuí | Salvador - BA CEP: 41720-052 | CNPJ: 10.724.903/0001-79 | Telefone: (71) 3186-0001
E-mail: gabinete@ifbaiano.edu.br