Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO




Ingresso de Estudantes 2019

CLIQUE AQUI
Interpretação em Libras promove inclusão no 1° Famif e brilha junto aos artistas
Atualizado em 11 de junho de 2019 às 8:54 horas, por Cristina Mascarenhas
Publicado em 10 de junho de 2019 às 13:59 horas, por rhamayanabarreto
Compartilhe nas redes sociais:
Share

Além das atrações artísticas, quem também brilhou no palco da final do 1° Festival de Arte e Música do IF Baiano (Famif) foram os intérpretes de Libras. A sensibilidade das expressões com as quais eles traduziram as performances dos artistas tocou muitas pessoas e chamou a atenção do público. Os tradutores Danielle Matos, Laila Ribeiro, Rodrigo Santos e Sara Oliveira são servidores do IF Baiano, responsáveis pela tradução aos alunos com deficiência auditiva nos campi Valença, Itaberaba, Alagoinhas e Uruçuca.

O grupo de intérpretes recebeu o conteúdo das traduções com antecedência e se preparou para transmitir as mensagens e emoções das apresentações. Para o tradutor Rodrigo, o trabalho de tradução artística é sempre um desafio grande para o intérprete, porque a música não está tão intimamente ligada à cultura surda, quanto está à cultura ouvinte. “A gente teve que fazer um trabalho extenso de estudo das letras e poesias para tentar transmitir a emoção e o sentimento que os artistas queriam passar”, conta Rodrigo.

Embora tenham se preparado para as apresentações, o trabalho do intérprete conta com o inusitado e é preciso ter agilidade e capacidade de improviso. “A gente tem que prestar muita atenção na entonação da voz da pessoa, se ela demonstra tristeza ou alegria, porque as entonações de voz a gente transfere para a sinalização”, explica a intérprete Danielle. Ela conta que é uma honra traduzir espetáculos artísticos e que a interpretação da Libras na arte é uma forte pauta de luta da população surda. “Muitos surdos passam toda uma vida sem a oportunidade de assistir a uma interpretação artística e eles reivindicam esse direito que é garantido por lei, mas que, na prática, não se efetiva em muitos lugares”, afirma Danielle.

Segundo a intérprete Sara, a Língua de Sinais tem em si uma inclinação artística muito forte, por usar da expressão facial e corporal como ferramenta fundamental de comunicação. Sara explica que a pura reprodução de códigos faria da Libras uma língua morta e que para transmitir os sentimentos do interlocutor é necessário interpretar e não apenas traduzir. Foi o show de interpretação dos nossos servidores que encantou não apenas o público surdo, mas também o ouvinte, na final do Festival de Arte e Música do IF Baiano, mostrando que a Libras, além de língua, é também uma bela forma de expressão artística.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), de 2015, apontam que os surdos no Brasil são 14% da população. Eles representam uma quantidade expressiva de pessoas que vivenciam cotidianamente situações de inacessibilidade e até de isolamento. Os espaços artísticos e, em especial os mais sonoros, contam ainda com pouca participação do público surdo. A Lei 10.436, que oficializou a Língua Brasileira de Sinais e instituiu a presença de um tradutor/intérprete de Libras em diversos espaços, tem 17 anos, mas há ainda vários déficits no cumprimento do que foi estabelecido.

O IF Baiano busca garantir em todos os campi uma educação inclusiva e de qualidade aos seus alunos, possibilitando o acesso de seus discentes com perda auditiva às atividades escolares, através dos servidores intérpretes de Libras. Segundo o Pró-reitor de Extensão, Rafael Trocoli, era primordial garantir a participação dos surdos, tanto do IF Baiano quanto do público externo na Final do Famif, neste momento em que a arte se faz tão necessária. Por isso, a Pró-reitoria de Extensão se empenhou em trazer os tradutores do interior e alinhar com eles a melhor estratégia de trabalho para o evento.

Confira as tags desta publicação:

Endereço: Rua do Rouxinol, nº 115 – Bairro: Imbuí | Salvador - BA CEP: 41720-052 | CNPJ: 10.724.903/0001-79 | Telefone: (71) 3186-0001
E-mail: gabinete@ifbaiano.edu.br / faleconosco@ifbaiano.edu.br