Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO




Ingresso de Estudantes 2019

CLIQUE AQUI
Programas, projetos e ações
Última atualização: 07/11/2018 - 10:57 horas | Data de publicação: 24/07/2018 - 15:29 horas

PIBID – Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a Docência

a) Unidade Responsável pelo desenvolvimento e implementação: PROEN, sob a coordenação de Patricia Carla Alves Pena. E-mail: patricia.pena@ifbaiano.edu.br. Telefone: 71 31860031.

b) Principais Metas: Fortalecer a formação inicial de professores(as), junto às escolas de educação básica, por meio da articulação entre teoria e prática, ao tempo em que possibilita práticas formativas inovadoras e o reconhecimento do valor do magistério, promovendo o(a) docente supervisor(a) como protagonista e co-formador de licenciandos(as).

c) Objetivos específicos: Dialogar, numa perspectiva interinstitucional, com Programas de melhoria da qualidade da educação básica nos sistemas estaduais e municipais de ensino; valorizar de saberes de cada Território de Identidade, diversificação dos espaços de aprendizagem, bem como para promoção da arte e cultura local; promover a interface com outras IEs responsáveis pela formação de professores(as), bem como com as Secretarias de Educação, o que será imprescindível para qualificar e problematizar os currículos das licenciaturas, permitindo gerar uma sinestesia entre a instituição formadora e as políticas públicas de formação docente na Bahia.

d) Indicadores de Resultado e impacto:
Indicador 1: Contribuição do Pibid IF Baiano para a formação continuada de supervisores e professores colaboradores.
Metas: através do Pibid IF Baiano, a formação continuada dos supervisores, bem como professores colaboradores deverá se constituir em um processo permanente de aperfeiçoamento dos saberes imprescindíveis às suas atuações profissionais, visando garantir a qualidade do ensino além da atualização frente ao desenvolvimento sociocientífico e cultural da humanidade.
Resultados: desenvolvimento e utilização de metodologias diferenciadas e adequadas, alicerçadas no diagnóstico e na pesquisa da sala de aula;
Aumento da apresentação de trabalhos em eventos científicos;

Indicador 2: Estabelecimento de parcerias entre o IF Baiano e Programas para a Educação Básica.;
Metas: estreitar laços com programas para a educação básica através do levantamento dos programas em cada subprojeto e criação de um canal de comunicação para o desenvolvimento de atividades conjuntas. Resultados: elevação da qualidade das escolas básicas; valorização dos saberes de cada Território de Identidade; diversificação dos espaços de aprendizagem, e Promoção da arte e da cultura local.

e) Principais resultados: Fortalecimento das parcerias entre o IF Baiano e as Escolas Municipais e Estaduais; aperfeiçoamento da qualidade formativa dos licenciandos em iniciação profissional; revitalização e/ou criação de espaços de aprendizagem; utilização de práticas pedagógicas inovadoras; melhoria do desempenho de estudantes da educação básica, contemplados pelo PIBID; melhoria dos resultados das avaliações do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB).

Quantidade de cotas aprovadas: 110 Estudantes contemplados com bolsa da Capes

Links relacionados:
Política da Formação Inicial e Continuada do IF Baiano
Instrumento de Convênio para realização de estágio supervisionado
Relação de cursos com número de cadastro no e-MEC que compõem os subprojetos
Edital nº 07/2018 Capes-Pibid
Resultado final e cotas aprovadas- Edital 7_2018 Capes Pibid
Edital nº 07/2018 Capes-Pibid Retificado
Edital n° 16/2018 Pibid e Residência Pedagógica
Coordenadores de Área Pibid
Extrato Convênio DOU
Portaria n º45 Regulamento PIBID e Residência Pedagógica
Portaria Comfor
Projeto Institucional IF Baiano na Plataforma Freire
Relação das Escolas habilitadas na Plataforma Freire
Pibid – Capes
Relatório Final do PIBID 2017

 

Programa de Estímulo à Pesquisa do IF Baiano

O Programa tem por objetivo incentivar, apoiar e fomentar ações institucionais de pesquisa científica, tecnológica e de inovação, nas diversas áreas do conhecimento, com foco na produção e difusão do conhecimento científico e no desenvolvimento tecnológico, coordenadas por pesquisadores do IF Baiano, em sintonia com os arranjos produtivos, sociais e culturais locais e com a missão institucional do Instituto Federal Baiano.

a) Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (PROPES) / Coordenação Geral de Iniciação Científica.

b) Metas alcançadas:
1. Implementação de 92 projetos de pesquisa de iniciação científica, desenvolvimento tecnológico e inovação no período de agosto de 2017 a julho de 2018;
2. Distribuição de 92 bolsas para estudantes de ensino médio, técnico e de graduação.

c) Indicadores de resultado e impacto:
1. Aumento da atividade de alunos e servidores em projetos de pesquisa na instituição;
2. Aumento da participação de alunos e servidores em eventos relacionados à pesquisa e à inovação no Instituto Federal Baiano;
3. Aumento no número de publicações de artigos dos pesquisadores da instituição.

d) Principais resultados:
1. Aumento da publicação de trabalhos em anais de congressos;
2. Aumento da publicação de artigos em periódicos com Qualis;
3. Melhora na avaliação dos cursos de graduação e de pós-graduação;
4. Melhora na avaliação da instituição de ensino como um todo.

1. PIBIC – Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica

(http://ifbaiano.edu.br/portal/pesquisa/2016/01/20/noticia-destaque-03/)
O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) tem por objetivo despertar e induzir o pensamento e a vocação científica, bem como incentivar os discentes à pesquisa científica e à produção do conhecimento, mediante a concessão de bolsas de Iniciação Científica (IC), de bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação e bolsas de Iniciação Científica Júnior (IC-Jr.), para participação em projetos de pesquisa institucionais desenvolvidos sob orientação de pesquisadores. As bolsas são provenientes tanto de cotas institucionais do próprio IF Baiano como de agências de fomento à pesquisa externas: o CNPq a Fapesb.

a) Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação de bolsas de IC: Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (PROPES) – Coordenação Geral de Iniciação Científica (CGIC);

b) Metas alcançadas pela PROPES:
• Publicação de 05 Chamadas Internas em 2017 para seleção de projetos com bolsistas estudantes: Chamada nº 01- PIBIC/CNPq, Chamada nº 02- PIBIC/CNPq-EM, Chamada 03 – PIBITI / CNPq, Chamada nº 04 – PIBIC/FAPESB e Chamada nº 05 – PIVIC.
• Implementação de 92 projetos de pesquisa, de agosto de 2017 a julho de 2018;
• Distribuição de 12 bolsas PIBIC a estudantes de graduação com o fomento do CNPq em 2017;
• Distribuição de 50 bolsas a estudantes do ensino médio/técnico com fomento do CNPq em 2017;
• Distribuição de 5 bolsas PIBITI a estudantes de graduação com fomento do CNPq em 2017;
• Distribuição de 12 bolsas PIBIC a estudantes de graduação com o fomento da FAPESB em 2017;
• Participação de 13 estudantes voluntários de ensino médio, técnico ou graduação em projetos com fomento do IF Baiano, dentro do PIVIC.

c) Indicadores de resultado e impacto:
• Participação dos alunos em congressos e seminários de Iniciação Científica;
• Participação de alunos e professores em atividades de pesquisa no instituto;
• Mudanças significativas, para o IF Baiano e a sociedade, pela intervenção dos projetos.

d) Principais resultados:
• Publicação de trabalhos em anais de congressos;
• Publicação de artigos em periódicos com Qualis;
• Melhora na avaliação dos cursos de graduação pelo MEC;
• Melhora na avaliação da instituição de ensino como um todo.

1.1 PIBITI – Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação

(http://ifbaiano.edu.br/portal/pesquisa/2016/01/20/noticia-destaque-01/)
O objetivo do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI) é despertar talentos potenciais entre os discentes e incentivá-los para a prática empreendedora, à criatividade, à inovação e ao desenvolvimento tecnológico, mediante a concessão de bolsas de Iniciação Tecnológica (IT), para participação em projetos de inovação tecnológica orientados por professores pesquisadores do Instituto. As bolsas concedidas provém de cotas institucionais do IF Baiano e de agência de fomento à pesquisa e à inovação tecnológica externa, o CNPq.

a) Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação: Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (PROPES) – Coordenação de Iniciação Científica (CGIC);

b) Metas alcançadas pela PROPES:
• Publicação da Chamada Interna nº 03/2017 para escolha de projetos de pesquisa;
• Implementação de 05 projetos de pesquisa, de agosto de 2017 a julho de 2018;
• Distribuição de 05 bolsas a estudantes de graduação com fomento do CNPq em 2017.

c) Indicadores de resultado e de impacto:
• Participação dos alunos em congressos e seminários de Inovação Tecnológica;
• Participação de alunos e professores em atividades de pesquisa no instituto;
• Mudanças significativas, para o IF Baiano e a sociedade, pela intervenção dos projetos.

d) Principais resultados:
• Novos produtos e serviços de propriedade industrial e intelectual do IF Baiano;
• Publicação de trabalhos de inovação em anais de congressos;
• Publicação de artigos sobre inovação em periódicos com Qualis;
• Melhora na avaliação dos cursos de graduação pelo MEC;
• Melhora na avaliação da instituição de ensino como um todo.

1.2 PIVIC – Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica

(http://concurso.ifbaiano.edu.br/portal/chamada-interna-n-5-2017/)
O Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica tem por finalidade selecionar propostas para apoio financeiro a projetos que visem a contribuir significativamente para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação no IF Baiano, por meio do incentivo à pesquisa voluntária. Neste programa, os bolsistas, de ensino médio ou graduação, são voluntários, mas o projeto que seleciona esses bolsistas recebe auxílio-bancada do IF Baiano para compra de itens de custeio para a realização da pesquisa.

a) Unidade responsável pelo desenvolvimento e implementação de bolsas de IC: Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (PROPES) – Coordenação Geral de Iniciação Científica (CGIC);

b) Metas alcançadas pela PROPES:
• Publicação da Chamada Interna 05/2017 para seleção de projetos com estudantes voluntários;
• Institucionalizar os estudantes que atuam como voluntários em projetos de pesquisa;
• Implementar 13 projetos de pesquisa, de agosto de 2017 a julho de 2018;
• Possibilitar que o IF Baiano invista em pesquisa científica com recursos próprios, o que é uma exigência de agências de fomento externas.

c) Indicadores de resultado e impacto:
• Participação dos alunos em congressos e seminários de Iniciação Científica;
• Participação de alunos e professores em atividades de pesquisa no instituto;
• Mudanças significativas, para o IF Baiano e a sociedade, pela intervenção dos projetos.

d) Principais resultados:
• Publicação de trabalhos em anais de congressos;
• Publicação de artigos em periódicos com Qualis;
• Melhora na avaliação dos cursos de graduação e de ensino médio pelo MEC;
• Melhora na avaliação da instituição de ensino como um todo.

Programa de Estímulo à Pós-graduação

Objetiva a ampliação e a consolidação da oferta de cursos de Pós-graduação (Lato Sensu e Stricto Sensu) no IF Baiano, de forma verticalizada com os demais níveis de ensino e em harmonia com as demandas sociais, com as peculiaridades regionais e com os arranjos produtivos, sociais, culturais e educacionais locais, com vistas ao desenvolvimento socioeconômico, cultural e educacional e à sustentabilidade dos sistemas produtivos, nas regiões nas quais o IF Baiano encontra-se inserido.

a) Unidade responsável pelo desenvolvimento e pela implementação: Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (PROPES) – Coordenação Geral de Pós-Graduação;

b) Metas alcançadas pela PROPES:
• Pós-graduação stricto sensu – Mestrado Profissional – Produção Vegetal no Semiárido – Campus Guanambi – 2015;
• Pós-graduação stricto sensu – Mestrado Profissional – Adesão ao Programa PROFept – Polo: Campus Catu – 2018;
• Pós-graduação lato sensu – 24 cursos em funcionamento no momento.

c) Indicadores de resultado e de impacto:
• Aumento do número de cursos de pós-graduação na Instituição de Ensino;
• Aumento do número de alunos de pós-graduação na Instituição de Ensino;
• Melhoria do desenvolvimento regional.

d) Principais resultados:
• Melhora da avaliação da Instituição.

PIBIEX – Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Extensão

De responsabilidade da Pró-Reitoria de Extensão, no âmbito do IF Baiano, o Programa de Bolsas de Iniciação em Extensão do IF Baiano – PBIEX é parte do Programa de Bolsas de Iniciação Científica do IF Baiano, regulamentado pela Resolução Nº. 03/2010 e suas alterações.

São objetivos do PBIEX:

  • Contribuir para a formação educacional, profissional e cidadã, proporcionada pelas experiências dos discentes realizadas junto à comunidade interna e externa;
  • Promover o envolvimento de estudantes e servidores em atividades de extensão, favorecendo a integração entre os campi do IF Baiano e a sociedade;
  • Oportunizar uma maior democratização do saber, fortalecendo a indissociabilidade entre Ensino, Pesquisa e Extensão;
  • Incentivar as atividades extensionistas, na busca de valorizar a realidade local e regional, com a produção de conhecimento contextualizado;
  • Promover a interação entre o conhecimento acadêmico e o popular, através da “troca de saberes”, com vistas a implementar e a potencializar políticas públicas;
  • Contribuir para o processo de fortalecimento regional através da implementação de projetos que contemplam as atividades produtivas regionais, relacionadas ao perfil de cada Campus do IF Baiano;
  • Contribuir para o processo de interação entre as comunidades locais e regionais, no sentido de dar maior visibilidade às identidades culturais;
  • Contribuir para formação acadêmico-profissional dos estudantes.

Ver Edital 2018 aqui

Programa Ciência Itinerante

De responsabilidade da Pró-Reitoria de Extensão, no âmbito do IF Baiano, o Programa Ciência Itinerante tem como o objetivo incentivar, apoiar e promover iniciativas de diversos temas do conhecimento científico e conta com a participação de estudantes do ensino médio e técnico em atividades que propiciem a difusão e a popularização da ciência e tecnologia.

Contribui com a melhoria na qualidade do ensino de ciências e a complementação dessa formação básica nas escolas. O projeto se materializa por meio de apresentações de experiências, demonstrações, painéis interpretativos e exposições implantadas em escolas públicas, feiras de ciências, exposições, museus e visa também a integração do IF Baiano com as comunidades locais e regionais.

Saiba mais

Programas de Âmbito Nacional e Regional

PRONERA – Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária
De responsabilidade da Pró-Reitoria de Extensão, no âmbito do IF Baiano, o PRONERA – Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária propõe e apoia projetos de educação voltados para o desenvolvimento das áreas de reforma agrária.

Saiba mais

Sobre Processo Seletivo Estudantes PRONERA

Sobre Processo Seletivo PRONERA

Programas de Apoio ao Estudante

PAISE – Programa de Assistência e Inclusão Social do Estudante

Destinado aos discentes regularmente matriculados que possuam renda per capita de até um salário mínimo e meio vigente (Decreto 7.234/2010), para garantia de permanência na instituição durante os anos da formação acadêmica. Entre os benefícios do programa estão Residência Estudantil, Auxílio Moradia, Auxílio Alimentação, Auxílio Transporte, Auxílio Material Acadêmico, Auxílio Uniforme, Auxílio Cópia e Impressão, Auxílio Creche, Auxílio Eventual, Auxílio Permanência e Auxílio PROEJA.

a) Unidade Responsável pelo desenvolvimento e implementação: Desenvolvido pela DAE e implementado pelas Comissões de Assistência Estudantil de cada Campus.

b) Principais Metas: ofertar a, pelo menos, 30% dos estudantes de cada Campus, recursos financeiros para auxiliar na permanência.

c) Indicadores de Resultado e impacto:
Índices de evasão escolar.

d) Principais resultados:
Redução dos índices de evasão escolar.

PROAP – Programa de Acompanhamento Psicossocial e Pedagógico

O Programa de Acompanhamento Psicossocial e Pedagógico – PROAP tem como objetivo propiciar a permanência e êxito do estudante, por meio da identificação das dificuldades que influenciam na evasão e retenção, buscando formas de superá-las por meio do acompanhamento pedagógico e o atendimento psicossocial.

a) Unidade Responsável pelo desenvolvimento e implementação: Desenvolvido pela DAE e implementado pelas Comissões de Assistência Estudantil de cada Campus.

b) Principais Metas:
Atender todos os estudantes identificados com dificuldade de aprendizagem.

c) Indicadores de Resultado e impacto:
Desempenho acadêmico.

d) Principais resultados:
Redução dos índices de retenção escolar.

PINCEL – Programa de Incentivo à Cultura, Esporte e Lazer

O PINCEL destina-se aos estudantes regularmente matriculados visando ampliar o exercício dos direitos culturais e as condições necessárias à prática esportiva, ao lazer e ao fazer artístico.

a) Unidade Responsável pelo desenvolvimento e implementação: Desenvolvido pela DAE e implementado pelas Comissões de Assistência Estudantil de cada Campus.

b) Principais Metas:
Incluir os discentes em atividades relacionadas a esporte, cultura e lazer.

c) Indicadores de Resultado e impacto:
Participação dos discentes em atividades relacionadas a esporte, cultura e lazer.

d) Principais resultados:
Maior integração social e acadêmica, melhoria da saúde e bem-estar.

PROPAC – Programa de Incentivo à Participação Político- Acadêmica

O programa visa à realização de ações que contribuam para o exercício da cidadania e do direito de organização política do estudante, estimulando a representação discente e garantindo o apoio à participação em eventos internos, locais, regionais, nacionais e internacionais de caráter sociopolítico, científico e tecnológico.

a) Unidade Responsável pelo desenvolvimento e implementação: Desenvolvido pela DAE e implementado pelas Comissões de Assistência Estudantil de cada Campus.

b) Principais Metas:
Ampliar a produção científica dos discentes e constituir entidades de representação estudantil.

c) Indicadores de Resultado e impacto:
Participação de discentes em eventos científicos e tecnológicos, e formação de grêmios, centros e diretórios acadêmicos.

d) Principais resultados:
Maior integração social e acadêmica, participação do corpo discente nas decisões institucionais.

PEDH – Programa de Educação em Direitos Humanos

a) Unidade Responsável pelo desenvolvimento e implementação: PROEN em articulação com Assessoria de Diversidade e Inclusão.

b) Principais Metas:
Fortalecer as ações afirmativas e de promoção da defesa dos direitos humanos no âmbito do IF Baiano e das comunidades que compõem o seu percurso educativo.

c) Indicadores de Resultado e impacto:
Implementações das ações afirmativas dos Núcleos de Atendimento as Pessoas com Necessidades Específicas (Napnes) e Núcleos de estudos Afro-brasileiro e Indígenas (NEABI).

d) Principais resultados:
Fortalecimento dos Núcleos de Atendimento as Pessoas com Necessidades Específicas (Napnes) e Núcleos de estudos Afro-brasileiro e Indígenas (NEABI).

PRÓ-COTAS: Programas de Cotas

a) Unidade Responsável pelo desenvolvimento e implementação: PROEN em articulação com o Núcleo de Ingresso e os Campi.

b) Principais Metas: Maior acessibilidade às minorias historicamente marginalizadas (Pretos, Pardos e Indígenas); Aumento do percentual correspondente às cotas para estudantes de escolas públicas (em torno de 70% das vagas oferecidas da Educação Profissional Técnica de Nível Médio);
Refletir de forma permanente acerca do Processo de Ingresso, repensando as metodologias de divulgação com ações mais efetivas nas comunidades;
Garantir o percentual mínimo de 5% das vagas totais dos cursos para as pessoas com deficiência. O acesso à educação superior será regulamentado pelo Sistema Único de Seleção Unificada do MEC.

c) Indicadores de Resultado e impacto: Acesso de estudantes cotistas e pessoas com deficiência nos diversos cursos oferecidos pelo IF Baiano;

d) Principais resultados: Ampliação no número de cotas, o que impacta diretamente em maior número de ingresso de estudantes oriundos de Escolas Públicas, com priorização de preenchimento de vagas para aqueles que apresentam renda Per capita inferior a 1,5 salário-mínimo, em cumprimento das disposições legais;

PAPNE: Programa de Atendimento às Pessoas com Necessidades Específicas

a) Unidade Responsável pelo desenvolvimento e implementação: PROEN articulada com Assessoria de Diversidade e Inclusão; e os Campi articulados com os Núcleos de Atendimento às Pessoas com Necessidades Específicas (Napnes).

b) Principais Metas:
viabilizar a consolidação da inclusão das pessoas com deficiência e necessidades educacionais específicas; por meio da oferta de Atendimento Educacional Especializado e ações inclusivas, bem como a oferta de recursos de acessibilidade e tecnologia assistiva aos estudantes dos cursos da Educação Profissional Técnica de Nível Médio e Educação Superior.

c) Indicadores de Resultado e impacto:
Inclusão de estudantes cotistas e pessoas com deficiência nos diversos cursos oferecidos pelo IF Baiano.

d) Principais resultados:
Consolidação da inclusão, assegurando o acesso, permanência e exitosa do IF Baiano, numa perspectiva emancipatória e autônoma.

PIJAEP – Programa de Inclusão do Jovem e Adulto na Educação Profissional

a) Unidade Responsável pelo desenvolvimento e implementação: PROEN e os Campi.

b) Principais Metas:
Fortalecer a Educação de Jovens e Adultos integrada a Educação Profissional Técnica de Nível Médio no IF Baiano por meio da oferta de cursos e capacitação de profissionais atuantes na Educação de Jovens e Adultos.

c) Indicadores de Resultado e impacto:
Formação e qualificação profissional de Jovens e Adultos.

d) Principais resultados:
Promoção da inclusão digital e preparação para o mundo do trabalho dos Jovens e Adultos.

Programa Idiomas sem Fronteiras (IsF)

O Programa foi criado, em 2012, por um grupo de especialistas em línguas estrangeiras a pedido da Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), inicialmente, para auxiliar estudantes de nível superior a terem acesso aos programas de mobilidade para ações de internacionalização e contribuir para o desenvolvimento de uma política linguística nas Instituições de Educação Superior Brasileiras.

O principal objetivo é promover ações em prol de uma política linguística para a internacionalização do ensino superior brasileiro, valorizando a formação especializada de professores(as) de línguas estrangeiras, técnicos e discentes. São desenvolvidas ações de formação de professores(as), de capacitação em língua estrangeira e capacitação de português para estrangeiros. Para a implementação dessas ações são realizadas parcerias com Instituições de Ensino Superior por meio de editais de chamadas públicas para credenciamento que visam a atuação com um Núcleo de Línguas do Programa Idioma sem Fronteiras (NucLi-IsF), o qual passa a ser um plano estratégico de fortalecimento da internacionalização nessas instituições. Existe ainda parcerias com instituições estrangeiras por meio das suas embaixadas estabelecidas no Brasil.

O Programa oferta testes de língua estrangeira como o de nivelamento requisito para ingresso no Programa e o de proficiência para estudantes de nível B2 ou superior e/ou candidatos em editais de mobilidade. Oferta ainda, cursos online com tutoria presencial ou à distância com professores secionados pelo Programa e presencial em instituições de ensino superior credenciada como NucLi.

IF Baiano e o Programa Idiomas sem Fronteiras (IsF)

O IF Baiano implementa o Programa Idioma sem Fronteiras por meio da Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional (PRODIN), que através da Coordenação Geral de Parcerias Nacionais e Internacionais (COPIN), fomenta a participação de servidores(as) e discentes, desde 2014, na formação de língua estrangeira e internacionalização. Atualmente, os(as) discentes da Educação Profissional Técnica de Ensino Médio também são contemplados(as) com o teste TOEIC BRIDGE.

O IF Baiano, este ano, participou do edital nº 38/2018 de chamada pública lançado pelo Ministério da Educação com o objetivo de credenciar instituições da RFEPCT, Fatecs e o ITA para atuação como Núcleo de Línguas do Programa Idiomas sem Fronteiras (Nucli-IsF).

A Política Linguística do IF Baiano está em fase de elaboração com a colaboração de um grupo de trabalho, com o intuito de regulamentar e fortalecer a internacionalização.

Indicadores: Eficiência Acadêmica

Metas: Consolidar os cursos ofertados, aprimorar as políticas de qualificação e capacitação institucional, fortalecer e ampliar as ações de extensão, pesquisa, inovação e pós-graduação a nível de internacionalização.

Resultados: Desenvolvimento linguístico dos(as) envolvidos(as) com o objetivo de participar e fortalecer as ações ensino, pesquisa e extensão no âmbito da internacionalização.

Endereço: Rua do Rouxinol, nº 115 – Bairro: Imbuí | Salvador - BA CEP: 41720-052 | CNPJ: 10.724.903/0001-79 | Telefone: (71) 3186-0001
E-mail: gabinete@ifbaiano.edu.br / faleconosco@ifbaiano.edu.br